Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita

Centro Espírita Celeiro de Luz

1.1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Com O LIVRO DOS ESPÍRITOS, primeira edição lançada em Paris, na data de 18 de abril de 1857, ralou para a humanidade a aurora de novos tempos de fé racional, iluminada pelo sol radioso da Doutrina Espírita, obra redentora dos Espíritos Benfeitores, sob as bênçãos de Jesus.

Em verdade, o ESPIRITISMO contém postulados profundamente renovadores que propiciam um maior e melhor entendimento sobre quem somos, de onde viemos, para ande vamos e quais os objetivos de nossa existência.

A abrangência e magnitude dos ensinamentos da Doutrina Espírita reclamam uma metodologia apropriada para o seu estudo organizado, sob orientação didática, que permita o correto entendimento de suas obras básicas e das que lhe são complementares. Essa necessidade já era notada por Allan Kardec, conforme consta em Obras Póstumas, Segunda Parte, Projeto 1868, Ensino Espírita:

"Um curso regular de Espiritismo seria professado com o fim de desenvolver os princípios da ciência e de difundir o gosto pelos estudos sérios. Esse curso teria a vantagem de fundar a unidade de princípios, de fazer adeptos esclarecidos, capazes de espalhar as idéias espíritas e de desenvolver grande número de médiuns. Considero esse curso como de natureza a exercer capital influência sobre a futuro do Espiritismo e sobre suas conseqüências".

1.2 - ALLAN KARDEC E A UNIDADE DOUTRINARIA

A FALTA DE UNIDADE tem sido um dos maiores obstáculos á propagação correta da Doutrina Espírita. Tal fato é gerado por interpretações particulares, que, por sua vez, decorrem do desconhecimento ou da análise superficial dos postulados básico-doutrinários.

É imperioso aprender e difundir o Espiritismo com PRECISÃO E CLAREZA, impossibilitando interpretações divergentes, fora das bases doutrinárias.

VAMOS, POIS, ESTUDAR A DOUTRINA ESPÍRITA.

1.3 - O ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

Embora o MOVIMENTO ESPÍRITA estivesse bem servido de obras e com amplo trabalho de difusão e prática doutrinárias, sentiu-se a conveniência de que o estuda da Doutrina fosse realizado de FORMA SISTEMATIZADA. Aliás, algumas mensagens mediúnicas alertaram para essa necessidade. Outras, mais diretas, sugerindo uma CAMPANHA DE ESTUDO SISTEMATIZADO, assim como realizar a tarefa.

O Espírito ANGEL AGUAROD, nascido na Espanha e emigrado para o Brasil em sua última experiência encarnatória, onde revelou-se dedicado trabalhador espiritista, enviou mensagens, nos anos de 1976 e 1978, nesse sentido.

Disse-nos ele:

"Cabe, pois, aos espíritas, responsáveis pelo Movimento Espírita, uma ampla tarefa de divulgação das obras básicas da Doutrina, promovendo um estudo sistemático, com chamada de atenção para os aspectos que estão colocados à

margem, com graves prejuízos para a assimilação correta dos princípios e bases do Espiritismo e de sua missão.

Recomendaríamos, Portanto, o estudo de um plano amplo no sentido de esclarecer os mais responsáveis pela dinamização do Movimento Espírita, da importância do estudo, da interpretação e da vivência do Espiritismo".

E aduz, ainda, na mensagem editada em 1978:

"Não é possível erigir um monumento doutrinário, como é o da Revelação Espírita, deixando-nos levar, a cada dia, par idéias que sopram de todos os lados, sem direção, qual vendaval que tudo derruba na sua passagem.

Estamos sendo alertados do plano Mais Alto sobre esse aspecto do nosso Movimento, pois dizem nossos superiores, se não nos fizermos vigilantes nesse sentido, em pouco tempo o Movimento Espírita, embora conservando o nome, nada terá de Espiritismo.

Reiterando despretensiosa sugestão, recomendaríamos uma GRANDE CAMPANHA, para usar nomenclatura moderna, em torno da importância do estudo das obras básicas da Doutrina Espírita"

(Angel Aguarod)

(Mensagens recebidas pela médium Cecília Rocha)

2 - ASPECTOS HISTÓRICOS

2.1 - ESFORÇOS PIONEIROS

Em 1975, a USE-UNIÃO DAS SOCIEDADES ESPÍRITAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - atendendo à imperiosa necessidade de estudo da Doutrina Espírita, laçou a Campanha COMECE PELO COMEÇO, com o objetivo de estimular o estudo das obras básicas do Espiritismo.

No mesma sentido, registra-se a iniciativa no Estado do Parará com o lançamento do Programa intitulado CENTRO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA - COEM - que tem por base "O LIVRO DOS MÉDIUNS" e demais obras da Codificação, bem como algumas obras subsidiárias, utilizando o processa de aprendizado gradativo e sistemático, partindo do simples para o complexo.

2.2 - A FERGS E A CAMPANHA DO ESTUDO SISTEMATIZADO

Em 28 de abril de 1976, a Espírito Angel Aguarod, através de mensagem ditada em Reunião de Apoio e Orientação Espiritual da Federação Espírita cio Rio Grande do Sul, publicada na revista "A Reencarnação" de agosto do mesmo ano, sob o título "Integridade Doutrinária", convocava os responsáveis pelo Movimento Espírita para "uma ampla tarefa de divulgação das obras básicas da Doutrina, promovendo um estudo sistemático das mesmas, com chamada de atenção para os aspectos que estão colocados à margem com graves prejuízos para a assimilação correra dos princípios e bases do Espiritismo e de sua missão". Recomendava, ainda, "o estudo de um plano amplo no sentido de esclarecer os mais responsáveis pela dinamização do Movimento Espírita, da importância do estudo, da interpretação e da vivência do Espiritismo".

Mais de dois anos depois, o mesmo Espírito, na Reunião de Apoio realizada pelo Conselho Executiva da Federação Espírita do Rio Grande cio Sul, em 26 de junho de 1978, reiterava a sugestão de se levar a efeito uma grande campanha em torno da importância cio estudo das obras básicas da Doutrina Espírita.

A sugestão, desta feita, contagiou a Direção do Movimento Espírita Gaúcho que, imediatamente, elaborou um Plano pana o que se convencionou chamar de CAMPANHA DE ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA NAS SOCIEDES FEDERADAS, apreciado pelo Conselho Executiva em sua reunião ordinária de l0 de julho de 1978 e submetido ao Conselho Deliberativo Estadual, reunido em Porto Alegre, em 22 de julho de 1978, ocasião em que este procedeu ao lançamento oficial da Campanha em todo o Estado.

2.3 - O APOIO DA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA (FEB)

A FEB, analisando a importância da iniciativa, a objetividade da sugestão provinda da Mundo Maior e, sobretudo, visando reforçar a necessidade do entendimento correto dos princípios doutrinários do Espiritismo, mediante estudo metódico-disciplinado, lançou, por ocasião de seu centenário, em 27 de novembro de 1983, em reunião do Conselho Federativo Nacional, em Brasília, a CAMPANHA DO ESTUDO SISTEMATIZADO, a nível nacional.

"O Centro Espírita ou será uma escola ou não será jamais um Centro Espírita".

Prol. Ney Lobo

3- CARÁTER E OBJETIVOS Do ESTÚDIO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

3.1 - CARÁTER PERMANENTE

A Campanha do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita tem caráter PERMANENTE.

3.2 - OBJETIVOS DO ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

O Centro Espírita, célula básica do Movimento Espírita, tem por finalidades ESCLARECER e CONSOLAR as criaturas, á luz do Espiritismo, Consolador prometida por Jesus. Mas, para que a Casa Espírita cumpra esses elevados objetivos, é necessário que se torne um centro de estudo sério e metódico da Doutrina Espírita, envolvendo a todos os seus trabalhadores e demais freqüentadores, sempre unidos pelos elos do amor e da fraternidade.

Lembremos o ESPÍRITO DE VERDADE, quando nas conclama:

ESPÍRITAS AMAI-VOS, ESTE O PRIMEIRO ENSINAMENTO; INSTRUÍ-VOS, ESTE O SEGUNDO.

O ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA OBJETIVA:

3.2.1 REFORMA ÍNTIMA

A reforma intima é a nossa transformação para o bem.

É a nossa auto-evangelização.

Pela absorção do conhecimento superior, que adquire através do estudo, o homem evolui, amplia seus horizontes, entendendo melhor sua origem, natureza e destinação.

"Como pode o progresso intelectual engendrar o progresso moral? Resposta: Fazendo compreensíveis o bem e o mal.

O homem, desde então, pode escolher, o desenvolvimento do livre-arbítrio acompanha o da inteligência e aumenta a responsabilidade das atos". ( O

LIVRO DOS ESPÍRITOS - Questão 780-a

"O sentimento e a sabedoria são as duas asas com que a alma se elevará para a perfeição infinita" - O CONSOLADOR EMMANUEL - Questão 204-resposta).

0 Centra Espírita deve ser uma ESCOLA DE ALMAS, cuja finalidade é promover a EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO.

3.2.2 - IDENTIDADE DE PRINCÍPIOS

UM DOS MAIORES OBSTÁCULOS CAPAZES DE RETARDAR A PROPAGAÇÃO DA DOUTRINA SERIA A FALTA DE UNIDADE.

OBRAS PÓSTUMAS - Allan Kardec - Projeto 1868

Portanto, torna-se imperiosa a realização de um estudo metódico e continuado, facultando a compreensão e assimilação corretas dos princípios doutrinários, a fim de que a propagação da Doutrina Espírita possa realizar-se nas bases em que foi codificada

3.2.3 - ADEPTOS ESCLARECIDOS

O estudo sistemático, gradativo e persistente, partindo de conceitos e princípios mais simples para os mais complexos, fará com que surjam, ao longo do tempo, os adeptos esclarecidos, detentores de um conhecimento sólido e de uma fé raciocinada

Aqueles que já desempenham tarefas na condição de trabalhadores da Casa Espírita, também deverão freqüentar as reuniões de Estudo sistematizado, a fim de ampliarem seus conhecimentos doutrinários espíritas.

CONHECER MAIS, PARA SERVIR MELHOR

3.2.4 - PROFILAXIA

A Doutrina Espírita projeta luz sobre todos os problemas humanos, inclusive sobre a problemática da obsessão, no que se refere ás suas causas, efeitos e formas de terapia. Essas informações adquiridas através do estudo doutrinário-espírita, são de grande valia para que o indivíduo conheça com profundidade a respeito dessa verdadeira doença da alma, assim como meios profiláticos que o auxiliarão a prevenir-se contra essa constrição mental negativa.

3.2.5 - EDUCAÇÃO MEDIÚNICA

O conhecimento da Doutrina Espírita, em seu tríplice aspecto, é um dos elementos fundamentais no processo de educação mediúnica. Isso porque a mediunidade deverá ser exercida, no Centro Espírita, sob as bases evangélico-doutrinárias, na prática do "Dai gratuitamente o que gratuitamente recebestes".

O estudo da Doutrina Espírita e sua prática, quando aliadas ar exercício da mediunidade, propiciará o surgimento do médium espírita, que satisfará as exigências do ministério mediúnico à luz do Evangelho do Mestre,

"... O médium tem obrigação de estudar muito, observar intensamente e trabalhar em todos os instantes pela sua própria iluminação ..."

(O CONSOLADOR - Emmanuel - Questão 392 - resposta)

3.2.6 - EXPOSITORES DA DOUTRINA

"A exposição doutrinária tem dois papéis fundamentais: esclarecer e consolar" (CARIDADE DO VERBO - Luiz Signates).

O processo expositivo é um dos métodos de divulgação dos conteúdos doutrinarias.

Na Casa Espírita, vamos encontrar a figura dos "Expositores da Doutrina", que são as pessoas encarregadas de transmitir os conteúdos doutrinários. Porém, ninguém transmite aquilo que não conhece. Por isso, tais comunicadores só transmitirão os ensinamentos de nossa Doutrina, com precisão e clareza, se possuírem um conhecimento sólido e profundo dos mesmos, adquiridos através de um estudo sério, metódico e persistente,

"O orador é responsável pelas imagens mentais que plasme nas mentes que o ouvem" (CONDUTA ESPÍRITA - André Luiz).

3.2.7 - DIFUSÃO DAS IDÉIAS ESPÍRITAS

' Na atualidade, são inúmeros os meios de difusão doutrinária, como: o livro, o jornal, o rádio, a televisão, etc.

O movimento Espírita pode e deve utilizar-se desses meios valiosos para a divulgação das idéias espíritas. Entretanto, é fundamental preservar a pureza doutrinaria, difundindo as verdades doutrinárias de forma clara e precisa, o que será adquirido através do estudo constante e aprofundado daquelas verdades.

"A maior caridade que praticamos em relação á Doutrina Espírita e a sua própria divulgação" Emmanuel

4 - GRUPOS DE ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

O mundo moderno se caracteriza pela valorização dada a tomada de conclusões e decisões em grupo. Quando todo um grupo analisa determinada assunto, a visão deste tema se amplia e se enriquece.

Aprender a TRABALHAR EM GRUPO é pois, uma necessidade que se afirma aos trabalhadores de uma Instituição Espírita.

Convicto da importância e essencial necessidade do estudo da Doutrina, o CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL da FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA, através do documento "Orientação ao Centro Espírita" recomenda a implementação e o funcionamento permanente dos denominados GRUPOS DE ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA.

Os GRUPOS DE ESTUDO SISTEMATIZADO inseridos nas Casas Espíritas são os AGENTES do estudo metódico e continuo do Espiritismo, com programação previamente elaborada, com base na Codificação.

Allan Kardec asseverou em 0 Livro dos Espíritos - Introdução,VIII:

"O que caracteriza um estudo sério é a continuidade que se lhe dá".

CONCEITO DE GRUPO

"Quando várias pessoas se reúnem para realizar uma tarefa, visando um objetivo comum, constituem um GRUPO".

Grupo: Forma adequada para a Comunicação.

Interagindo, são detectados conceitos lógicos e ilógicos

Discutir: é debater, examinar, investigar, tendo em vista razões pró e contra.

A forma de comunicação do Grupo é a Discussão.

A discussão viabiliza os diversos ângulos de um tema ou questão.

PRODUTIVIDADE DO GRUPO

Produtividade diretamente proporcional a Competência de seus membros.

Solidariedade das relações inter-pessoais.

Grupo Maduro projeta intensidade da aprendizagem.

Grupo- Maduro possui membros maduros.

"OS GRUPOS NÃO NASCEM, SE FAZEM".

"HÁ QUE APRENDER A ATUAR EM GRUPOS, ATUANDO EM GRUPOS".

O QUE É ESTUDO?

Trabalho do espírito para empreender a apreciação ou análise de certa matéria ou assunto especial, adquirindo CONHECIMENTO.

O QUE É ESTUDAR?

Arte de aplicar a inteligência ao estudo; analisar, examinar detidamente determinado assunto.

O QUE É SISTEMA ?

É um conjunto de princípios, coordenados entre si de maneira a formar um todo ou um corpo de doutrina; método.

O QUE É SISTEMATIZADO ?

O que foi metodicamente agrupado, formando um corpo de doutrina.

FORMA SISTEMATIZADA

É o procedimento do estudo metódico, gradativo, partindo dos conceitos e princípios mais simples para os mais complexos.

0 ESTUDO DO ESPIRITISMO FAVORECE:

1 - Sólido conhecimento abrangendo o tríplice aspecto

2 - Melhor compreensão do Evangelho.

REUNIÕES DE GRUPO DE ESTUDO SISTEMATIZADO

DEFINIÇÃO: São reuniões realizadas regularmente por um grupo reduzida de pessoas, obedecendo a um programa de estudo doutrinário metódico, previamente elaborado.

CARACTERÍSTICAS:

MODALIDADES:

Duração: 90 minutos - semanal

Duração: 45 minutos - semanal, conjugada com sessão mediúnica

Duração: 90 minutos - quinzenal, alternada com sessão mediúnica.

DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESTUDO SISTEMATIZADO

  1. Despreparo doutrinário do Presidente da casa Espírita. Na maioria das vezes, evidenciando comportamento autoritário, os dirigentes consideram os conhecimentos adquiridas pelos trabalhadores da Instituição uma ameaça á sua autoridade.
  2. Resistência a mudanças, o estudo em grupo é tido como novidade desnecessária. "Há trinta anos somos assim e tem dado certo". "Para que mudar?"
  3. Inadaptação dos antigos trabalhadores aos novas métodos de estudo. Sua integração aos trabalhos da Casa não levou em conta, muitas vezes, critérios como o conhecimento doutrinário.
  4. Desinteresse por qualquer atividade ligada ao estudo da Doutrina Espírita, muito comum nas Casas voltadas, Prioritariamente, para o mediunismo.
  5. Argumento de que as Sessões Públicas Doutrinárias já são suficientes como atividades de estudo.
  6. Desconhecimento da Campanha do Estudo Sistematizado da Doutrina, do seus objetivos e dos Programas e Roteiros existentes.
  7. Falta de horários disponíveis ou elementos capacitados para a realização das Reuniões de Estudo Sistematizado. "0 Programa é muito difícil e as dinâmicas são complicadas".
  8. Rejeição ao Estudo Sistematizado por considerá-lo elitista. "Querem formar doutores em Espiritismo".
  9. Alegação de que ninguém se interessa em participar de grupo de estudo sistematizado. "Perguntamos se alguém queria participar e foi esse o resultado da pesquisa".
  10. Alegação de que os trabalhadores e freqüentadores da Casa são, em sua maioria, analfabetos.

MENSAGEM FINAL

Estudar o Espiritismo é tarefa ESSENCIAL.

Os resultados do ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA têm sido promissores. Além do grande número de pessoas que, por meio do Estudo Sistematizado, vem tomando conhecimento mais aprofundado e correto da Doutrina Espírita, obtendo consolo. para suas dores e mais esclarecimentos sobre a vida, temos constatado que as Casas Espíritas vem formando novos trabalhadores, conscientes e preparados para as múltiplas tarefas importantes da Instituição Espírita.

Com o conhecimento sólido e correto dos postulados espíritas por parte de seus trabalhadores, o Centro Espírita terá condições de eliminar os chamados "desvios doutrinários", se existentes, buscando desenvolver suas atividades considerando sempre a pureza e a simplicidade do Consolador prometido por Jesus.

Só um seguro conhecimento doutrinário pode consolidar a fé, consciente-mente, em bases racionais e permanentes, promovendo a espiritualização do homem.

Ao concluir este trabalho didático, uma colaboração ás atividades do Estudo Sistematizado, na convicção que estamos prosseguindo em caminho certa, invocamos mais uma vez a veneranda palavra do Dr. Adolpho Bezerra de Menezes:

"A Codificação Espírita é o alfabeto da Nova Era sobre a qual se erguerá o Templo da Paz, quando a mensagem da Terceira Revelação atingir a todas as criaturas do Orbe, realizando o fanal da imensa revolução social que modificará as estruturas da Terra".

Um Programa de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, sem nenhum demérito para todas as nobres tentativas que têm sido feitas ao largo dos anos, em um esforço hercúleo para interessar os neófitos no conhecimento CONSCIENTE da Nova Revelação, é o programa da atualidade sob a inspiração do CRISTO".

Bezerra

CONHECER MAIS, PARA SERVIR MELHOR.

Bibliografia: