A filosofia de Trigueirinho

José Reis Chaves

O mundo espiritual, obedecendo a orientações de hierarquias superiores, está sempre cuidando de ajudar a humanidade em sua evolução. Fazem parte dessa hierarquia os espíritos iluminados da chamada Igreja Triunfante da Comunhão dos Santos da Igreja Católica, que são os espíritos já salvos. E alguns até são enviados à Terra, especialmente para essa missão, como Jesus, que é universalmente reconhecido como sendo o maior de todos esses enviados. Os profetas bíblicos desempenharam também esse papel.

E Trigueirinho é um desses espíritos iluminados encarnados atualmente na Terra. Entre muitas coisas importantes, ele nos ensina o domínio de nosso ego, sem o que ninguém passa pela Porta Estreita. É o que disse o Nazareno: “Se alguém quiser ser meu discípulo, renuncie a si mesmo.” A sua instituição tem hoje vários núcleos espalhados pelo Brasil e alguns países. Esses núcleos são como que uma espécie de mosteiros espirituais, mas sem discriminar nenhuma religião. O mais importante desses núcleos, uma espécie de matriz dos outros, recebe visitantes de todo o Brasil e de vários países europeus, pois é onde mora Trigueirinho. Localiza-se em Figueira, no Município de Carmo da Cachoeira, Sul de Minas. E ocupa 5 fazendas doadas à sua instituição. Os que são moradores internos fixos em Figueira são celibatários. E são todos totalmente vegetarianos, não consumindo, pois, nenhuma espécie de carne, ovos, leite e seus derivados. A tônica da sua filosofia é o amor a Deus, ao próximo, aos animais e à natureza. Dos seus 70 livros traduzidos para várias línguas, extraímos de “Mensagens para uma Vida de Harmonia” alguns excertos: “No caminho interior as únicas bagagens necessárias são o amor e a prontidão para servir”. Também Jesus nos ensina o amor e o servir. E disse que não veio para ser servido, mas para servir. “Na escala evolutiva não se saltam etapas e existe sempre algo a fazer para galgar o degrau seguinte”. Essa idéia da nossa evolução é corroborada pelo Apóstolo Paulo: “Até que todos cheguemos à estatura mediana de Cristo.”(Efésios 4,13). “Quando um animal convive conosco e tudo espera de nós, que resposta lhe damos? E que dizer da nossa indiferença aos irmãos da mesma espécie, que ainda vivem em condições subumanas sob a nossa vista? Por onde começar a cura? Não seria por nós mesmos?” “A vontade humana baseia-se em experiências passadas. Prende-se ao que é conhecido e agradável e quer repetir as boas vivências que teve anteriormente; não tem poder para levar-nos ao que seria novo em nossa vida.” Como se sabe, a reencarnação é ensinada pela Bíblia e todas as demais escrituras sagradas.

Fôssemos todos nós discípulos de Trigueirinho, e o mundo vivenciaria, de fato, a mensagem do Evangelho do Nazareno!

Autor de “A Face Oculta das Religiões” (Ed. Martin Claret), entre outros livros. E-mail: escritorchaves@ig.com.br