Religião Espírita

Rogério Coelho

"Sem se darem ao trabalho de tirar a casca amarga para achar a amêndoa rejeitam o todo, como fazem, relativamente à religião, os que, chocados com os abusos, tudo englobam em uma só condenação"
 Allan Kardec (1)

Segundo definição do Mestre Lionês, o insuperável Codificador da Doutrina dos Espíritos, Ela (a Doutrina Espírita) é uma (2)

"Ciência que trata da origem, natureza e destino dos Espíritos, bem como de sua relação com o mundo corpóreo".

Estão com toda razão os autores (e são muitos e idôneos felizmente) que afirmam ser o Espiritismo uma Doutrina erguida em base tríplice: Ciência, Filosofia e Religião.

Dizemos (repetindo), com toda razão, porque, acompanhando o sempre lúcido raciocínio de Kardec em seus desdobramentos, ao afirmar ser o Espiritismo uma Ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, perguntamos:

Esses três aspectos são estudados por qual ramo do conhecimento humano?

Resposta: Filosofia.

Qual tipo de Filosofia?

Resposta: Espiritualista.

Quais são as Instituições que estudam a Filosofia Espiritualista?

Resposta: As Instituições Religiosas.

Quem pretende substituir a palavra "Religião" por "moral" não consegue, com isso, definir a essência, não atinge o cerne da questão, pelo singelo fato de que "moral é a regra de bem proceder, isto é, de distinguir o bem do mal. Funda-se na observância da Lei de Deus. O homem procede bem quando tudo faz pelo bem de todos, porque então cumpre a Lei de Deus". (3)

"O Espiritismo tem por escopo imediato a transformação moral do homem para melhor, porquanto faculta uma identificação perfeita com os objetivos reais da Vida, que se estendem além dos frágeis limites orgânicos". (4)

O aspecto religioso é o segmento que nos liga através de transcendente vertical aos imarcescíveis campos espirituais, enquanto que os segmentos científicos e filosófico nos conduzem pela horizontal dos campos materiais.

Imaginemos um triângulo equilátero com dois vértices apoiados no chão e um vértice apontado para cima. A Ciência e a Filosofia são representadas pelos dois vértices que se apoiam no chão; a Religião é representada pelo vértice que aponta para cima, ligando a Terra ao Céu, vértice pelo qual transita do Mais Alto em direção à Terra a necessária nutrição, a fim de que a Ciência e a Filosofia não terminem como simples e glaciais experimentos de laboratório. Os que negam o caráter religioso do Espiritismo jamais sairão do chão da Terra, porque é nesse limite que se circunscrevem os domínios da Ciência e da Filosofia.

Negar o aspecto Religioso do Espiritismo é, entre muitos outros absurdos, menosprezar os pensamentos e ilações dos Espíritos Superiores, como Emmanuel, Manoel Philomeno de Miranda, Vianna de Carvalho, Joanna de Ângelis, Amélia Rodrigues, Dr. Bezerra de Menezes, Deolindo Amorim, Herculano Pires, Ivone Pereira, e inúmeros companheiros de lides espirituais que são as mais altas expressões de fidelidade a Allan Kardec, tais como: Francisco Cândido Xavier, Divaldo Pereira Franco, Hermínio C. Miranda, J. Raul Teixeira, Honório Abreu, Carlos A. Baccelli etc... (e põe etc... nisto).

Daí a importância da religião (Religare) que nos coloca novamente em contato com as fontes da Vida Imperecível...

Ao Espiritismo - em seu tríplice aspecto (5)

"compete a indeclinável tarefa de espalhar a nova luz sobre a Humanidade inquieta atormentada...

Doutrina de liberdade, enseja conceitos inteiramente novos de conduta, convocando os Espíritos à ação correta e digna que tem escasseado em múltiplos departamentos da sociedade.

Nesse sentido, aos Espíritas cabe, no momento, o honroso mister de edificar no imo os postulados do Espiritismo, como vanguardeiros de um mundo estável, pródromo de um mundo feliz".

Estamos, por tudo isso e mais ainda (jamais cansaremos de repetir), com Hermínio C. Miranda que afirmou, parafraseando o "tecelão de Tarso": (6)

"Dos três aspectos de que o Espiritismo se reveste: Ciência, Filosofia e Religião, o mais importante é o aspecto religioso".

*

(1) Kardec, A. in "O Livro dos Médiuns" - Cap. I-1, 1ª parte

(2) _________ "O que é o Espiritismo" - Preâmbulo

(3) _________ "O Livro dos Espíritos" - Questão nº 629

(4) Manoel P. Miranda/Franco, D.P. in "Sementes de Vida Eterna" - 29

(5) Vianna de Carvalho/Franco, D.P. in "À Luz do Espiritismo" - 13

(6) Hermínio C. Miranda - "As Marcas do Cristo" - Volume I

"Quem pretende substituir a palavra "Religião" por "moral" não consegue, com isso, definir a essência."

(Jornal Mundo Espírita de Março de 1998)