Palavras do Irmão Jacob

Domério de Oliveira

de São Paulo, SP

Já disse e volto a repetir que o Livro - “Voltei” da lavra do nosso Irmão Jacob, psicografia do nosso Glorioso Francisco C. Xavier, por certo, merece um lugar de destaque nas nossas bibliotecas e nos nossos corações. Dentre os inúmeros livros que já lemos, no campo do Espiritismo, aludido livro “Voltei” projeta-se como autêntico Archote para iluminar os nossos passos. Sim, meus amigos, que livro notável. Em suas páginas, o Irmão Jacob nos alerta sobre nossas responsabilidades, certifica-nos do cuidado que devemos tomar para não nos decepcionarmos após a nossa morte física. Chama a nossa atenção para a nossa reforma íntima, para a prática da Caridade em seus múltiplos aspectos, a fim de que não nos decepcionemos ao cruzarmos os umbrais do Mundo Maior.

Também, neste seu livro, bordado de luz, Irmão Jacob, com maestria e muita clareza, transmite-nos conceitos filosóficos para que sobre os mesmos façamos acuradas meditações.

Assim, diz Ele:

1 - “cada Espírito é um mundo vivo com movimento próprio, atendendo às causas que criou para si mesmo, no curso do tempo, gravitando em torno da Lei Eterna que rege a vida cósmica”.

2 - “o processo de educação do Ser para a Divindade tem sua base no reencarnacionismo e no trabalho incessante”.

3 - “ninguém ilude as leis universais”.

4 - “ama sem paixão, espera sem angústia, trabalha sem expectativa de recompensa, serve a todos sem perguntar, aprende as lições da vida sem revolta, humilha-te sem ruído ante os desígnios superiores, renuncia aos teus próprios desejos, sem lágrimas tempestuosas e a vontade justa e compassiva do Pai iluminar-te-á constantemente o coração fraterno e o caminho redentor!”

Meus amigos, nestas palavras do Irmão Jacob, alinhadas neste item n.° 4, encontramos o ponto máximo da Filosofia Espírita. Se conseguirmos vivenciar, apenas, trinta por cento de tão valiosos ensinamentos, por certo, já podemos nos considerar vitoriosos. Também, nas demais ponderações filosóficas do Irmão Jacob, notamos o dedo de um Grande Mestre, apontando-nos a Senda do Bem e da Verdade.

Irmão Jacob, revelando memória prodigiosa, ao encerrar o seu livro, trouxe-nos excertos de uma Linda Prece de André Luiz:

“Senhor Jesus,

Dá-nos o poder de operar a própria conversão,

Para que o teu Reino de Amor seja irradiado

Do Centro de nós mesmos!

Contigo em nós,

Converteremos

A treva em claridade,

A dor em alegria,

O ódio em amor,

A descrença em fé viva,

A dúvida em certeza,

A maldade em bondade...

Ante o exposto, abençoados sejamos Espíritos do Irmão Jacob e do Dr. André Luiz.

(Jornal Verdade e Luz Nº 192 Janeiro de 2002)