Minuto de Sabedoria

Eladio Paniagua Jr

Carlos Torres Pastorino

Ele foi escritor, poeta, jornalista, historiador, músico, filósofo, poliglota, emérito conhecedor de seis línguas vivas, sem falar no seu profundo conhecimento de latim e grego clássico, e das abordagens ao hebraico e sânscrito. Tudo isso e mais: ensinava sem impor, partilhando convívio de homem sem rancores, aberto a tudo e a todos, graças a sua vivência evangélica. Na sua biblioteca havia "apenas" quinze mil volumes.

Autor de 28 obras publicadas, incluindo-se a "Sabedoria do Evangelho", da qual somente oito volumes foram editados. Traduziu Pietro Ubaldi, de quem foi amigo, compôs 31 peças musicais para piano, orquestra, quarteto de cordas e polifonia a três e quatro vozes.

Era um homem simples, modesto, despojado de ilusões. Nasceu no dia 4 de novembro de 1910. Era carioca e desencarnou em 13 de junho de 1980, em Brasília, no Hospital das Forças Armadas. Com apenas 14 anos bacharelou-se em Geografia, Corografia, Cosmografia e Português, no famoso Colégio Pedro II.

Em 1929 estava em Roma, tocado por vocação religiosa, sendo aprovado pelos examinadores pontifícios para diversas Ordens Menores. Em 1931 foi aprovado para a Ordem do Subdiaconato; finalmente em 1934 recebeu o diploma final "cum laude", dos Cursos de Filosofia e Teologia (PHD), pelo Colégio Internacional Santa Maria Zaccaria.

Quando se preparava para promoção a Diácono, decepcionado ante a "recusa" de Pio XII em receber o Mahatma Gandhi com seu habitual traje branco, renunciou ao sacerdócio e mudou seu rumo para sempre...Voltou para o Brasil. Tornou-se jornalista, escritor, critico de arte, professor de Psicologia, Lógica, História da Filosofia, Latim e Grego. Preparou-se, estudou muito e foi aprovado, após concurso de títulos e provas, com defesa de tese, para Cátedra do Colégio Pedro II, foi professor de Latim no Colégio Militar do Rio de Janeiro.

Mais tarde, 1971, o Conselho Federal de Educação aprovou-o como titular de Língua e Literatura Latina, Língua e Literatura Grega (1972) e de Lingüística, (1974) para a Universidade Federal de Brasília. Já havia sido aprovado Tradutor Publico de francês, italiano e espanhol.

O inesquecível Brasileiro Carlos Juliano Torres Pastorino, mais conhecido como C. Torres Pastorino, foi o autor de "Minutos de Sabedoria". Espiritualista confesso, em 1950, após a releitura de "O Livro dos Espíritos", o que fez em apenas dois dias, tornou-se espírita desenvolvendo atividades doutrinarias muito intensas. No bairro do Grajaú, começou a freqüentar o Centro Espírita Julio César; fundando mais tarde em sua própria residência, na Rua Sete de Setembro, 223, O Grupo Espirita da Boa Vontade, que mais tarde passaria a denominar-se Grupo de Estudos Spiritus. Desse Grupo surgiram, depois, com ajuda de Jaime Rolemberg de Lima, o Lar Fabiano de Cristo, a CAPEMI, e o SEI - Serviço Espírita de Informações.

Homem de ação, infatigável, Pastorino, após sua desencarnação, não silenciou; prosseguiu mandando-nos páginas belíssimas do Além, mensagens psicografadas por Carlos A. Baccelli, entre outros médiuns conhecidos.

Eis aí, e aqui, Carlos Pastorino mais vivo que nunca, ensinando, pregando, escrevendo: a morte é vida!