Curso Básico de Espiritismo

Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal

GLOSSÁRIO

Acaso, (do latim a casu). Caso fortuito. Imprevisível ou incerto. Casualidade. À sorte, sem premeditação.

Adoração, (do latim adoratione). Acto de adorar; culto a Deus; respeito; submissão. Uma das dez leis morais.

Aforismo, ( do grego aphorismós). Proposição que, de forma concisa, enuncia um princípio ou regra prática de comportamento; máxima.

Agnosticismo, (do grego a,+gnostikós, relativo ao conhecimento). Doutrina que declara impossível, inacessível ao entendimento humano toda a noção de absoluto, reduzindo a ciência ao conhecimento do fenomenal e relativo.

Alegoria, (do grego allegoría). Figura de estilística, envolvendo uma comparação entre objectos ou acções; metáfora; imagem; ficção de um objecto apresentado ao espírito de maneira que dê a ideia de outro.

Alma, (do latim anima). Parte espiritual do ser humano. Princípio da vida e do pensamento. O mesmo que espírito, mas na condição de encarnado.

Ambição, (do latim ambitione). Desejo de glória ou riqueza; ânsia; grande desejo; cobiça; aspiração; desejo de poder; cupidez; apetite.

Amorfo, (do grego ámorphos). Que não tem forma determinada.

Anjo, (do latim angelu<grego ággelos). Criatura de natureza puramente espiritual que se supõe habitar o céu e que tem funções de mensageiro entre Deus e o homem. ~-da-guarda, espírito protector encarregue de velar individualmente por cada um dos encarnados.

Antigo Testamento, Livros sagrados anteriores a Cristo.

Antropologia, ( do grego ánthropos+lógos). Antrop. Estudo do homem considerado zoologicamente, isto é, como animal. Filos. Tratado da economia moral do homem.

Antropomorfismo, (do grego ánthropos, homem+moryhé, forma). Doutrina que atribui a Deus a forma humana. Modo de conceber a Divindade ou divindades como homens, na acção, na forma e sentimentos, e somente com poderes superiores. Tendência para considerar nas coisas da natureza qualidades humanas.

Arcanjo, (do latim archangelu). Teol. Anjo de ordem superior.

Ateísmo, (do grego a, não+theós, deus). Doutrina dos que negam a existência de Deus; descrença.

Ateu, (do grego átheos>do latim atheu ou atheo). Indivíduo que nega a existência de Deus ou que não segue religião alguma.

Carácter, (do latim caracter). Psic. Aquilo que é próprio de cada indivíduo e o distingue dos outros; génio; feitio; índole. P. Ext. Força de alma; firmeza moral; coerência.

Atracção, (do latim attractione). Força solicitadora dos corpos uns para os outros.

Atributo, (do latim attributu). O que é próprio ou particular a um ser. Qualidade. Condição.

Axioma,(do latim axioma). Premissa evidente por si mesma, que não necessita de demonstração.

Bem, (do latim bene). De modo agradável e conveniente. Tudo o que se conforma com as regras e princípios morais; o que é bom. ~aventurado, Feliz; ditoso.

Benevolência, (do latim benevolentia). Qualidade do que é benevolente. Boa vontade para com alguém; estima e afecto.

Bom, (do latim bonu). Adequado à sua natureza ou função; de boa qualidade; bondoso; agradável; útil; perfeito; completo; sadio; nobre; próprio.

Bondade, (do latim bonitate). Qualidade do que ou de quem é bom; que tem boa índole; brandura; benevolência.

Categorias, (do latim categoria<grego kategoria). Classe; grupo; série; ordem. Posição social importante. Hierarquia. Filos. Cada uma das classes em que se dividem as ideias ou termos.

Causa, (do latim causa). Aquilo ou aquele que determina a existência

Cepticismo, (de céptico). Doutrina que interdita (em grau diverso), a possibilidade de o homem atingir a certeza e preconiza a suspensão do juízo, afirmativo ou negativo, em todos ou em determinados domínios. Propensão à dúvida. Estado de quem duvida de tudo. Descrença.

Céu, (do latim coelu). Lugar de morada de Deus e dos justos e bem-aventurados. Paraíso.

Ciência, (do latim scientia). Conhecimento certo e racional sobre a natureza das coisas ou sobre as suas condições de existência. Investigação metódica das leis dos fenómenos.

Ciúme, (de cio). Inquietação mental causada por suspeita de rivalidade no amor ou noutra aspiração; emulação; inveja.

Classe, (do latim classe). Ordem segundo a qual se dividem, distribuem ou arrumam seres ou coisas. Conjunto de qualidades naturais que contribuem para o valor dos resultados alcançados por alguém.

Classificação, (do francês classification). Acto, acção ou efeito de classificar, ou de distribuir em classes

Codificação Espírita, Conjunto formado pelos cinco livros que formam o corpo da Doutrina Espírita: O Livro dos Espíritos, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Livro dos Médiuns, O Céu e o Inferno e A Génese.

Codificador, (de codificar). Aquele que codifica. Autor de um código.

Código, (do latim codex). Compilação de leis. Colecção ordenada de preceitos, normas, e regras sobre qualquer matéria.

Compreender, (do latim comprehendere). Perceber; entender. Conhecer as intenções de. Conter em si; abranger; incluir.

Comunicação, (do latim communicatione). Acção ou efeito de comunicar. Participação; aviso; informação. Convivência; trato.

Condensar, (do latim condensare). Efeito de tornar mais denso, espesso ou grosseiro.

Consequência, (do latim consequentia). O que é produzido por; o que é efeito de; o que é sequência de.

Consolador, (do latim consolatore). Que, ou o que consola, alivia, suaviza.

Contextura, (de contexto). Disposição das partes de um todo.

Crença, (do latim medieval credentia). Acto ou efeito de crer.

Criação, (do latim criatione). Acto ou efeito de criar. Conjunto de seres criados. Origem.

Criatura, (do latim creatura). Todo o ser criado. Homem, por imposição de Deus.

Cristianismo, (do latim christianismu). Corrente monoteísta que tem como princípio Cristo.

Crueldade, (do latim crudelitate). Qualidade do que é cruel. Acto cruel. Barbaridade. Desumanidade.

Culto, (do latim cultu). Homenagem prestada à divindade; liturgia.

de uma coisa ou acontecimento. Agente. Motivo, razão. Origem.

Dedução, (do latim deductione). Conclusão, ilação. Acção de deduzir. Consequência lógica extraída de um princípio. Da causa chegar ao efeito.

Demónio, (do latim daemoniu < grego daimónion). Anjo caído em desgraça que procura perder a humanidade, na crença de certas religiões; Satanás; Diabo; Belzebu; espírito maligno.

Depuração, (de depurar). Acto ou efeito de depurar; limpeza; clarificação.

Desdobramento, (de desdobrar). Acto de desdobrar. Faculdade anímica que permite a pessoa, estando o corpo físico num determinado local, deslocar-se ou ser levada a outro local, espiritualmente podendo ser ou não vista pelos encarnados presentes nesse mesmo local.

Desencarnado, (de des + do latim incarnatu) Que desencarnou. Que deixou a carne. Espírito sem corpo físico. Morrer.

Desmaterializado, (de desmaterializar). Desprovido de forma material. Imaterial.

Destino, (de destinar). Fim para que tende uma acção ou um estado. Sorte. Futuro. Fatalidade.

Deus, (do latim deus). Inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. Divindade.

Diabo, (do grego diábolos). Espírito ou génio do mal. Demónio. Satanás.

Diabrete, (de diabro, por diabo). Diabo pequeno.

Dignidade, (da latim dignitate). Qualidade moral que infunde respeito. Respeitabilidade. Elevação de sentimentos. Seriedade. Nobreza.

Divindade, (do latim divinatate). Qualidade do que é divino. Natureza divina. Deus ou deusa.

Divisa, (do latim divisa). Palavra ou frase que significa o lema de um país, partido, associação, doutrina, etc.

Dogma, (do latim dogma<do grego dógma). Princípio aceite como verdadeiro ou justo sem discussão ou exame crítico. Proposição apresentada como incontestável ou indiscutível, sem qualquer tipo de comprovação.

Dogmatismo, (do latim dogmatismu). Doutrina ou sistema dos que aceitam o dogma. Atitude dos que apresentam as suas doutrinas como verdades insofismáveis.

Doutrina, (do latim doctrina). Conjunto dos princípios ou dogmas em que assenta e se articula um sistema religioso, político ou filosófico. Disciplina.

Duende, (do castelhano duende). Entidade ou espírito sobrenatural que se imaginava fazer travessuras, de noite, dentro das casas.

Egoísmo, (do grego egó). Qualidade de egoísta. Sentimento ou maneira de ser das pessoas que só se preocupam com o interesse próprio, com o que lhes diz respeito; amor exclusivo a si próprio.

Eléctrico, (do grego élektron). Relativo à electricidade. Designativo dos fenómenos em que intervêm as partículas elementares que compõem a matéria, em especial os electrões.

Elemento, (do latim elementu). O que é simples. Cada objecto, cada coisa que concorre com outras para a formação de um todo. Matéria-prima. Princípios fundamentais.

Elevação, (do latim elevatione). Acto ou efeito de elevar ou de levantar. Acção de elevar-se ou erguer-se. Grandeza.

Emancipação, (do latim emancipatione). Acto ou efeito de se emancipar. Libertação do espírito em relação ao corpo, quando ainda encarnado.

Embusteiro, (de embuste). Que usa de embuste. Que ou aquele que lisonjeia, que adula para enganar. Intrujão, impostor.

Empirismo, (do grego empeiria). Doutrina filosófica, segundo a qual todo o conhecimento humano deriva, directa ou indirectamente, da experiência.

Encarnação, (do latim incarnatione). Existência material do espírito. Espaço de tempo que o espírito passa mergulhado num corpo material. Acto ou efeito de encarnar. Fig. Manifestação exterior e visível.

Encarnado, (do latim encarnatu). Que encarnou. Espírito mergulhado na carne. Espírito com corpo físico.

Endosmose, (do grego éndon + osmós). Fís. Corrente de difusão que se estabelece de fora para dentro, entre dois líquidos ou gases de densidades diferentes, separados por uma membrana ou placa porosa.

Envoltório, (de envolto). O mesmo que invólucro. Capa; faixa; embrulho.

Escala, (do latim scala). Registo que indica a ordem de evolução para cada indivíduo.

Espírita, (do francês spirite). Relativo ao Espiritismo. Pessoa que cultiva o Espiritismo.

Espiritismo, (do francês spiritisme ou inglês spiritism). Sistema doutrinal que pretende pôr em comunicação os homens com os Espíritos do outro mundo. Ciência que estude a origem, natureza e destino dos Espíritos, bem como das suas relações com o mundo material. Doutrina fundada sobre a crença na existência dos Espíritos e das suas manifestações.

Espiritista, O mesmo que Espírita. Não foi consagrada pelo uso. Prevaleceu a palavra Espírita.

Espírito, (do latim spiritu). Princípio inteligente do Universo. Alma. Princípio do pensamento e da actividade reflectida do homem. Razão; juízo; inteligência.

Espiritual, (do latim spirituale). Relativo ao Espírito ou ao mundo espiritual.

Espiritualismo, Doutrina que defende a essência espiritual e a imortalidade da alma, bem como a existência de Deus.

Espiritualista, (de espiritual). Referente ao espiritualismo. Pessoa que segue o espiritualismo. Quem quer que creia não existir em nós apenas matéria é espiritualista, o que absolutamente não implica a crença nas manifestações dos Espíritos. Todo o espírita é necessariamente espiritualista, mas pode-se ser espiritualista sem se ser espírita.

Espirituoso, (do latim spiritu). Que tem espírito.

Estudo, (do latim studiu). Aplicação do espírito para aprender uma ciência, uma arte para entrar na apreciação ou análise de uma matéria ou assunto especial.

Estúrdio, (etim. obscura). Estroina; leviano; estouvado.

Etéreo, (do latim aetheriu). Fig. Puro; sublime; celeste; delicado; elevado.

Eterno,(do latim aeternu). Que não tem princípio nem fim, que dura sempre; Filosofia e Teologia. Que se situa fora do tempo da alteração ou mudança.

Ética, (do latim ethica; grego ethiké). Filos. Parte da Filosofia que estuda os valores morais e os princípios que devem nortear o comportamento humano; ciência dos princípios da moral; a moral.

Evangélico, (do latim evangelicu). Respeitante ou pertencente ao Evangelho. Conforme os preceitos do Evangelho. Diz-se do culto da Igreja Protestante.

Evocação, (do latim evocatione). Acção ou efeito de evocar; acção de fazer surgir os demónios, espíritos, sombras, almas; esconjuro; exorcismo.

Evolução, (do latim evolutione > do francês évolution). Acção ou efeito de evoluir. Série de modificações. Desenvolvimento gradual e progressivo. Biol. Teoria que defende que, através de transformações lentas ou rápidas, as espécies se desenvolveram a partir de um estádio rudimentar e adquiriram os caracteres que as distinguem.

Excomungar, (do latim excommunicare). Separar da comunhão; expulsar da Igreja Católica. Anatematizar. Amaldiçoar. Condenar.

Existência, (do latim existentia). Estado do que existe. O facto de existir. Vida. Ser.

Expiação, (do latim expiatione). Acção ou efeito de expiar. Castigo ou sofrimento de pena, imposto a alguém, como compensação para uma má acção praticada. Penitência. Correcção.

Êxtase, (do latim extasis). Estado de emancipação da alma, no qual esta se torna quase independente da matéria.

Facto, (do latim factu). Acção; coisa feita. Aquilo que é real; evidente.

Fé, (do latim fide). Crença; convicção; crédito na existência de determinado facto. Sentimento íntimo que leva o ser a crer. Confiança.

Felonia, (do francês félonie). Deslealdade; traição. Crueldade.

Fenómeno, (do latim phaenomenon). Tudo o que impressiona os nossos sentidos ou consciência.

Filosofia, (do latim philo + sophia). Estudo geral e racional sobre a natureza de todas as coisas interligadas entre si, e da inserção do homem no meio natural, tendo como objectivo encontrar os princípios básicos da existência e da conduta e destino do homem.. ~ positiva, Sistema em que se rejeitam as afirmações a priori e se aceitam, tão-somente, os princípios constatados pela observação e pela experiência.

Fluido Cósmico Universal (ou primitivo ou elementar), Elemento material. Princípio de tudo o que é matéria. Intermediário entre Espírito e matéria.

Fluido, (do latim fluidu). Matéria num estado físico, em que são de baixa intensidade as forças de ligação intermoleculares, o que lhe permite modificar a forma consoante o contentor.

Força, (do latim fortia). Faculdade de operar. Energia. Poder. Toda a causa capaz de produzir deformações ou de modificar o estado de repouso ou de movimento de um corpo.

Frívolo, (do latim frivolu). Sem importância, insignificante, fútil, leviano.

Fútil, (do latim futile). Que tem pouco ou nenhum valor; insignificante; frívolo; vão.

Germe, (do latim germen). Estado primitivo e rudimentar de um novo ser. Origem; princípio.

Gnomo, (do grego gnómon). Espírito que segundo a crença dos cabalistas, preside à Terra e a tudo o que ela contém.

Gravidade (Força da...), (do latim gravitate). Força atractiva que solicita para o centro da Terra todos os corpos.

Gravitação, (do latim gravitatione). Acto de gravitar. Força atractiva que se exerce sobre os astros.

Grosseiro, (de grosso). Grosso. De má qualidade. Ordinário. Mal educado; incivil; imoral.

Hebreus, (do latim hebroeu; grego hebraicos). Indivíduos de raça hebraica. Etnog. Nome primitivo do povo judaico.

Hierarquia, (do francês hiérarchie). Ordem e subordinação em qualquer corporação.

Hipocrisia, (do grego hypokrisía). Fingimento de boas qualidades para ocultar os defeitos; falsidade; dissimulação.

Hipótese, ( do grego hypóthesis). Suposição de coisas ou factos, possíveis ou impossíveis, da qual se tira uma conclusão. Teoria não demonstrada, mas provável.

Humanidade, (do latim humanitate). A natureza humana. O conjunto de todos os homens. Sentido de benevolência, de clemência.

Humanidade, (do latim humanitate). Sociol. A natureza humana. O conjunto de todos os homens. Fig. sentimento de clemência, de benevolência.

Idealismo, (de ideal). Doutrina que reduz o ser ao pensamento, as coisas ao Espírito (o mundo dito exterior a não tem outra realidade além das ideias ou representações que dele formamos).

Identidade, (do latim identitate). Conjunto de elementos que permitem saber quem é uma pessoa.

Ignorância, (do latim ignorantia). Estado de quem ignora. Falta de saber. Desconhecimento.

Ilimitado, (do latim illimitatu). Que não tem limites. Indeterminado. Infinito. Imenso.

Imaterial, (do latim immateriale). Que não é material; incorpóreo; impalpável; sobrenatural; espiritual.

Imperfeição, (do latim imperfectione). Qualidade do que é imperfeito. Falta de perfeição. Pequeno defeito. Vício.

Imponderável, (do latim in + ponderabile). Que não se pode pesar. Que não tem peso. Muito subtil. Circunstâncias materiais ou morais imprevisíveis. Fís. Fluidos cuja materialidade não pode ser revelada pelos instrumentos conhecidos.

Imutável, (do latim immutabile). Que não pode ser mudado, não muda, varia ou transforma.

Incorpóreo, (do latim incorporeu). Desprovido de corpo; imaterial; impalpável.

Individualidade, (do francês indivicdualité). Conjunto de qualidades que definem um indivíduo. Pessoa; indivíduo.

Individualizar, (de individual). Tornar individual. Considerar individualmente; particularizar; especializar.

Indução, (do latim inductione). Acção de induzir. Dos efeitos remontar-se às causas.

Infalível, (do latim infallibile). Que não é falível. Que não pode falhar. Certo; exacto; seguro; inevitável.

Inferior, (do latim inferiore). Que está abaixo de outro. Subalterno. Que vale menos. Ordinário; baixo; reles. Indivíduo que está abaixo de outro em categoria ou dignidade.

Inferioridade, (de inferior). Estado ou qualidade de inferior.

Inferno, (do latim infernu). Tormento; martírio atroz. Segundo a religião católica, estado ou lugar daqueles que , morrendo em pecado mortal, padecem penas eternas.

Infinito, (do latim infinitu). Que não tem fim ou limites. Sem fim; eterno. O espaço e o tempo considerados de forma absoluta. O absoluto; o eterno; Deus.

Instinto, (do latim instinctu). Impulso inato, inconsciente, irracional, que leva um ente vivo a proceder de tal ou tal forma. Intuição. Inspiração.

Intelectualizar, (de intelectual). Elevar à categoria de intelectual. Dar forma inteligente.

Inteligência, (do latim intelligentia). Faculdade de entender, raciocinar, pensar e interpretar. Entendimento. Conhecimento profundo. Intelecto. Juízo; raciocínio; abstracção.

Inteligente, (do latim intelligente). Que tem a faculdade de compreender. Esperto; hábil; sagaz.

Inveja, (do latim invidia). Desgosto, ódio ou pesar por prosperidade ou alegria de outrem. Emulação. Cobiça.

Irreflexão, (de in + reflexão). Falta de reflexão. Imprudência. Inconsideração. Impulsividade. Precipitação.

Irremissível, (do latim irremissibile). Que não merece remissão ou não é perdoável; imperdoável; indesculpável; infalível.

Justo, (do latim justu). Que é conforme ao Direito, à moral e à razão. Imparcial; íntegro; legítimo. Aquilo que está certo e adequado à justiça e à moral.

Lei, (do latim lege). Preceito emanado de uma autoridade soberana. Proposição geral que enuncia uma relação regular de fenómenos. Relação invariável entre variáveis.

Leviandade, (de leviano ou do castelhano liviand). Qualidade de leviano. Irreflexão. Imprudência acto de leviano.

Leviano, (de leve). Que tem pouco juízo; que julga de leve; precipitado; irreflectido; imprudente; inconstante.

Liturgia, (do grego leitourgía). Complexo das cerimónias eclesiásticas de um culto; rito.

Livre-arbítrio, (do latim liberu+arbitriu). Filos. Faculdade do homem de determinar-se a si mesmo; poder de praticar ou não um certo acto, sem outra razão além do próprio querer.

Lógica, (do grego logiké). Encadeamento regular ou coerente das ideias e das coisas.

Magia, (do latim magia). Ciência e arte que pretende actuar sobre a natureza, empregando conscientemente poderes invisíveis, para obter resultados visíveis, contrários às suas leis.

Magnético, (do grego magnetikos).Física: relativo ao magnetismo. Propriedade que alguns corpos apresentam de atrair e reter outros.

Mal, (do latim male). De modo mau, imperfeito, insuficiente. Com defeito. De forma ofensiva, caluniosa. Contra o que deve ser; contra a moral; contra o direito e a justiça. Cruelmente; violentamente. (do latim malu). Tudo o que fere, incomoda ou prejudica. Tudo o que é oposto ao bem. Tudo o que se desvia da honestidade e da moral. Calamidade; desgraça; infortúnio; prejuízo. Aflição; angústia; padecimento moral.

Maldade, (do latim malitate). Qualidade de mau. Acção má ou ruim. Iniquidade; perversidade; crueldade.

Malícia, (do latim malitia). Propensão para o mal. Dissimulação. Astúcia; manha; ronha. Satírico.

Manifestação, (do latim manifestatione). Acto ou efeito de manifestar. Demonstração expressa, pública e colectivamente, de sentimentos, ideias, opiniões. Acto ou efeito provocado pelos Espíritos.

Maravilhoso, (de maravilha). Fora do comum; prodígio; milagre; admirável; sobrenatural.

Matéria, Laço que prende o Espírito. Agente, intermediário com o auxílio do qual e sobre o qual actua o Espírito.

Material, (do latim materiale). Respeitante ou pertencente à matéria. Constituído por matéria. Que se opõem ao espiritual, que se refere apenas ao corpo. Pesado, maciço, grosseiro.

Materialismo, (de material). Sistema filosófico que sustenta que a realidade é de carácter material ou corporal. Falta de elevação espiritual.

Matriz, (do latim matrice). Que dá origem. Molde.

Médium, (do latim – médium, meio, intermediário).Pessoa que pode servir de intermediário entre os Espíritos e os homens ou entre a dimensão material e a espiritual.

Mediunidade, (de médium). Qualidade de médium, de estabelecer relações entre os encarnados e os desencarnados; entre o mundo material e o mundo espiritual.

Mediunismo, (de médium). Uso indevido da mediunidade, fora das regras de segurança aconselhadas pelo espiritismo.

Metodista, (do inglês methodist). Membro de uma seita protestante, caracterizada por grande austeridade.

Método experimental, Método pelo qual se experimenta algo, se põe à prova, através da observação, repetição e comparação dos factos, chegando assim a conclusões.

Método indutivo, Método segundo o qual se chega a um raciocínio que estabelece leis gerais mediante a observação de casos particulares, procedendo por indução. Método que pela observação dos efeitos se remonta às suas causas.

Método, (do latim methodu). Ordem. Processo racional. Sistema bem fundado e educativo ou conjunto de processos didácticos. Procedimento apto a garantir no plano teórico ou prático, o rendimento e constância do trabalho e do estudo. Estudo metódico de tema científico.

Milagre, (do latim miraculu). Facto que não tem explicação à luz das leis da natureza e que, portanto, deve ser atribuído a causas sobrenaturais. O que é sobrenatural.

Missão, (do latim missione). Acção de mandar, de enviar. Incumbência. Compromisso; obrigação; encargo.

Missionário, (do francês missionaire). Propagandista de uma ideia. Aquele que missiona, que prega a fé, evangeliza.

Mistério, (do grego mystérion). Nas religiões cristãs, dogma, verdade de fé inacessível à razão. Tudo o que é incompreensível, inexplicável, um enigma. Segredo.

Mística, (de místico). Atitude colectiva assente numa fé irracional, numa doutrina, num homem, etc.

Misticismo, (de mística). Filos. Via espiritual tendente à união com Deus através de uma religiosidade profunda, com vista à libertação das coisas naturais até ao anulamento da própria personalidade; crença religiosa ou filosófica que admite comunicação oculta entre o homem e a divindade.

Místico, (do grego mystikós). Misterioso; alegórico.

Mistificação, (de mistificar). Acção ou efeito de mistificar. Coisa enganadora ou vã. Logro; burla; engano.

Mitos, (do grego mythos). Narrativas fabulosas de origem popular. Utopia. Coisa inacreditável.exposiçaõ simbólica de um facto natural, histórico ou filosófico.

Mnemónico, (do grego mnemonikós). Que se refere à mnemónica ou à memória. Que ajuda a memória. Que facilmente se grava na memória.

Monoteísmo, (do grego mónos+theós). Sistema religioso que admite a existência de um Deus único; adoração de um só Deus.

Moral, (do latim morale). Referente à moralidade, aos bons costumes. Ético. Conjunto de costumes e opiniões éticas de um indivíduo ou de um grupo social. Arte de bem proceder.

Mordaz, (do latim mordace). Fig. Satírico; maledicente.

Morte, (do latim morte). Fim da existência; termo da vida.

Nada, (do latim nata). A não existência; o que não existe. Coisa nenhuma. O que se opõe ao ser.

Natureza, (do latim natura). Conjunto das leis que presidem à existência das coisas e à sucessão dos seres. Força activa que estabeleceu e conserva a ordem natural de quanto existe. Essência; qualidade; espécie.

Nomenclatura, (do latim nomenclatura). Conjunto de termos de uso consagrado numa ciência ou arte; lista de nomes; catálogo.

Novo Testamento, Livros sagrados posteriores a Cristo.

Objecto, (do latim objectu). Assunto; matéria. Fim que se tem em vista.

Obstinação, (do latim obstinatione). Firmeza; pertinácia; tenacidade. Teimosia; renitência.

Ódio, (do latim odiu). Rancor profundo e duradouro que se sente por alguém. Aversão; raiva. Antipatia; horror.

Omnipotente, (do latim omnipotente). Que tudo pode. Detentor de poder absoluto. Que encerra toda a potência.

Ordem, (do latim ordine). Posição, classe, categoria a que pertencem as pessoas ou as coisas num conjunto racionalmente organizado ou hierarquizado. Disposição regular e metódica.

Orgânica, (de orgânico). Disposição geral dos órgãos, e as leis que regem o seu funcionamento. Lei; norma.

Orgânico, (do latim organicu). Relativo aos órgãos ou aos seres organizados.

Organogénese, (do grego órganon + génesis). Capítulo das ciências biológicas que estuda a maneira como se formam e desenvolvem os órgãos, a partir do embrião.

Órgão, (do grego órganon). Parte de um corpo organizado com uma função particular. Meio. Agente. Cada uma das partes componentes de um aparelho que tem a seu cargo a execução de um acto.

Orgulho, (do castelhano orgull). Conceito exagerado que alguém faz de si próprio; altivez. Presunção.

Origem, (do latim origine). Primeira causa determinante. Princípio; procedência; nascença.

Ostensivo, (do latim ostensivu). Que se pode mostrar; evidente. Fig. Falso, fingido.

Paixão, (do latim passione). Sentimento forte, exacerbado, como o amor, o ódio, etc. , que pelo seu carácter dominante inibe o raciocínio claro, lógica imparcial e, mesmo, a formulação de juízos de valor. Desejo intenso; atracção.

Palpável, (de palpar). Que se pode apalpar. Evidente; notório; patente; que não desperta dúvida.

Paracleto, (do latim Paracletu < grego parákletos). Espírito Santo. Mentor, defensor, intercessor. Aquele que indica ou sugere a outrem o que deve fazer.

Parcial, (do latim partiale). Favorável a uma das partes numa questão, litígio, acto ou empreendimento; partidário; sectário. Algo que é partidário de alguma coisa ou alguém.

Pedagogia, (do grego paidagogia). Arte, técnica ou ciência prática da educação.

Pena, (do latim poena). Castigo, punição, dor, padecimento, sofrimento, aflição, desgosto, expiação, purgação.

Pensamento, (de pensar). Acto ou faculdade de pensar. Qualquer acto de espírito ou operação da inteligência. Entendimento; razão; inteligência; espírito. Forma de comunicação dos espíritos.

Pentateuco, (do grego pentáteukhos). Designação dada pelos gregos ao conjunto dos cinco primeiros livros da Bíblia. Espiritismo: conjunto formado pelos cinco livros que formam a Codificação Espírita.

Percepção, (do latim perceptione). Psicol. Acto, efeito ou faculdade de perceber. Tomada de conhecimento sensorial de objectos ou de acontecimentos exteriores. Acção de conhecer independentemente dos sentidos.

Perfeição, (do latim perfectione). Execução e acabamento completo e perfeito. Qualidade daquilo que é perfeito. Bondade, beleza ou excelência no grau mais elevado. Primor; mestria; requinte.

Perfeito, (do latim perfectu). Que só tem boas qualidades. Que não tem defeito físico ou moral. Que tem tudo o que lhe pertence ter. Exemplar; modelo. Cabal; completo; total.

Pérfido, (do latim perfidu). Que falta à sua fé ou à sua palavra. Traidor; desleal; infiel.

Perisperma, (do grego perí + spérma). Bot. Fina membrana envolvente produzida pelo resto não absorvido da nucela (pequena noz), que fica em redor do embrião e do endosperma de uma semente.

Perispírito, Corpo de origem material, constituinte do complexo humano, responsável pelo intercâmbio entre o corpo físico e o espírito. Primeiro elemento a sair do Fluido Cósmico Universal, o mais rarefeito que existe. Envoltório que reveste o espírito. É nele que reside a identidade do espírito. Chave de todos os fenómenos mediúnicos.

Personalidade, (do latim personalitate). Qualidade, feição, modo de ser que caracteriza uma pessoa. Carácter. Aquilo que distingue uma pessoa de outra. Personagem. Psicol. Individualidade consciente; consciência da unidade e da identidade do eu.

Personificar, (do latim persona+facere). Considerar como pessoa. Atribuir a uma coisa inanimada, a uma abstracção, a imagem, os sentimentos ou a linguagem de uma pessoa real. Realizar ou representar na figura de uma pessoa; exprimir por um tipo.

Politeísmo, (do grego polytheos). Sistema religioso que admite a pluralidade dos deuses.

Ponderabilidade, (de ponderável). Qualidade de ponderável.

Ponderável, (do latim ponderabile). Que se pode pesar.

Positivismo, (de positivo). Sistema criado por Augusto Comte, de carácter empirista e antimetafísico, que recusa qualquer juízo de valor não consubstanciado numa certeza científica e idêntica essência e fenómeno.

Preconcebido, (de preconceber). Concebido antecipadamente. Planeado sem fundamento sério.

Preconceito, (do latim prae + conceptu). Conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério. Preocupação. Prejuízo. Crendice; superstição.

Presunção, (do latim praesumptione). Acto ou efeito de presumir. Suposição; suspeita; desconfiança. Vaidade; jactância.

Princípio espiritual, Princípio a partir do qual se dá a individualização do espírito. Um dos elementos gerais do Universo em parceria com o Fluido Cósmico Universal.

Princípio Vital (ou fluido magnético, ou fluido eléctrico animalizado). Agente que dá actividade e movimento aos seres vivos e faz cm que se distingam da matéria inerte. Intermediário entre Espírito e matéria.

Princípio, (do latim principiu). Momento em que uma coisa tem início, começo ou origem. Causa primária; base; razão. Regra; lei; preceito moral. Teoria.

Profeta, (do grego prophétes; latim propheta). Aquele que prediz por inspiração divina; vidente; adivinho; título dado pelos Maometanos a Mafoma; aquele que faz conjecturas sobre o futuro.

Progresso, (do latim progressu). Movimento para diante. Desenvolvimento gradual de um ser ou de uma actividade. Adiantamento; melhoramento; aperfeiçoamento.

Promulgar, (do latim promulgare). Publicar oficialmente; vulgarizar; decretar.

Propriedade, (do latim proprietate). Qualidade de próprio; qualidade inerente

Proselitismo, (de prosélito). Actividade ou zelo em fazer prosélitos.

Prosélito, (do grego prosélytos). Aquele que abraça uma nova religião, seita, doutrina ou partido. Partidário, adepto.

Protestantismo, (do francês protestantisme). Nome dado à doutrina religiosa que pretende conservar a pureza do dogma e do culto dos primeiros tempos do cristianismo, e que, nessa base, originou uma nova igreja cristã, em que há várias seitas.

Protoplasma, (do grego prôtos + plasma, atos). Biol. Substância viva das células constituída pela associação de citoplasma e cromatina, podendo estar contida no núcleo.

Prova, (do latim proba). Aquilo que serve para estabelecer uma verdade por verificação ou demonstração. Exame. Uma das formas do espírito experimentar-se.

Providência, (do latim providentia). Sabedoria suprema, com que Deus tudo dirige. O próprio Deus.

Pseudo -, (do grego pseudés). Exprime a ideia de falso. ~ sábio, (do latim sapidu). Diz-se do que julga ou diz saber mais do que aquilo que realmente sabe.

Psicografia directa, Escrita de um Espírito directamente pela mão de um médium.

Psicografia indirecta, (do grego psykhé + graphé). Escrita de um Espírito através de um utensílio ou ferramenta que não directamente o médium.

Psíquico, (do grego psykhikós). Relativo à alma, ou às faculdades intelectuais e morais de um indivíduo.

Purgatório, (do latim purgatoriu). Lugar onde, segundo a religião católica, se purificam as almas dos justos, antes de entrarem no céu.

Qualidade, (do latim qualitate). Característica de uma coisa. Maneira de ser, boa ou má, de uma coisa. Carácter; índole; propriedade; excelência.

Que, (do latim quam). Qual coisa ou quais coisas?

Quem, (do latim quem). A pessoa ou as pessoas que. Que pessoa ou pessoas?

Raciocínio, (do latim ratiociniu). Acto, faculdade ou maneira de raciocinar, de pensar. Encadeamento de argumentos ou juízos para chegar a uma demonstração.

Racional, (do latim rationale). Que é dotado e faz uso da razão. Que raciocina. Conforme à razão.

Rancor, (do latim rancore). Ressentimento profundo decorrente de mágoa que se sofreu sem protesto. Ódio oculto, não manifestado.

Razão, (do latim ratione). Faculdade com que o homem discorre, julga e se distingue dos animais. Faculdade de conhecer, de compreender, de distinguir a relação das coisas, o verdadeiro do falso, o bem do mal. Raciocínio.

Reencarnação, (de re-+encarnação).Acto ou efeito de tornar a encarnar. Volta do Espírito à vida corpórea, pluralidade das existências, palingenesia. Consiste em admitir para o espírito várias existências corpóreas, na mesma espécie ou numa mais evoluida.

Religião, (do latim religione). Culto prestado à divindade; conjunto de preceitos e práticas pelas quais se comunica com um ser ou seres superiores; doutrina ou crença religiosa. Laço essencialmente moral que religa os homens comunidade e comunhão de sentimentos, de princípios e de crenças. Culto prestado às divindades e os deveres dos crentes para com eles. A elas estão associados hierarquias, cultos, rituais, dogmas, paramentos, etc.

Repulsão, (do latim repulsione). Força em virtude da qual alguns corpos se repelem mutuamente. Acção ou efeito de repelir.

Retardatário, (de retardar).Que ou aquele que está atrasado.

Revelação, (do latim revellatione). Conjunto de verdades manifestadas por alguém ou algo ao homem mediante inspiração ou pelo ensino oral, comunicação aos profetas, apóstolos e demais homens.

Revelador, (do latim revellatore). Que ou aquele que revela, que denuncia, declara, descobre, patenteia.

Revelar, (do latim revellar). Tirar o véu a. Declarar, denunciar, descobrir, patentear. Fazer conhecer o que era secreto ou ignorado.

Revelia, (de revel). Rebeldia. Ao acaso.

Ritual, (do latim rituale). Relativo a ritos. Regra e cerimónia praticada num culto ou religião. Qualquer cerimonial; praxe. Livro de ritos de qualquer culto. Protocolo.

Sabedoria, (de saber). Conhecimento extenso e profundo das coisas. Ciência. Qualidade de quem é sabedor, de quem tem muita instrução. Grande circunspecção e prudência; juízo; bom senso; razão; rectidão. Teol. Conhecimento inspirado das coisas divinas.

Sátira, (do latim satira). Composição mordaz, que ridiculariza os vícios ou defeitos de alguém, de forma irónica ou jocosa.

Sensação, (do latim sensatione). Acção ou função sensorial. Tomada de consciência da alteração interna ou externa de um ou vários sentidos em simultâneo, conduzida pelos nervos ao cérebro. Sensibilidade. Comoção moral; emoção.

Sensualidade, (do latim sensualitate). Qualidade de sensual. Luxúria; volúpia.

Sensualismo, (de sensual). Filos. Doutrina que considera ser a satisfação carnal o prazer último de homem.

Sentimento, (de sentir). Acto ou efeito de sentir. Predisposição à comoção ou impressão. Conjunto de qualidades morais ou de carácter que formam a mentalidade do indivíduo e lhe norteiam a conduta; atitude moral; índole.

Sentimentos, (de sentir). Acto ou efeito de sentir. Conjunto de qualidades morais ou de carácter que formam a mentalidade do indivíduo e lhe norteiam a conduta; atitude moral; índole.

Ser, (do latim sedere). Aquele ou aquilo que existe. O que é sensorialmente cognoscível e se opõe ao nada. ~inorgânicos, que carecem de vida. Sem organização capaz de nele viver alguma coisa. ~orgânicos, seres possuidores de mecanismos e corpo organizados capazes de neles existir a faculdade de viver.

Serafim, (do latim seraphim ou seraphin). Anjo da primeira hierarquia, pertencente ao primeiro dos nove coros celestiais. Figuração artística de um anjo.

Sincretismo, (do grego synkretismós). Filos. Mistura mais ou menos confusa de doutrinas diferentes recebidas sem espírito crítico e, por conseguinte, que não constitui um sistema coerente.

Sintético, (do grego synthetikós). Feito em síntese, resumido.

Soberano, (do latim superanu). Que tem soberania; supremo; absoluto. Excelente. O que exerce poder supremo. Potentado. Dominador.

Sobrenatural, (de sobre + natural). Superior às forças da natureza; fora das leis naturais. Extraordinário; miraculoso.

Sofrimento, (de sofrer). Acto ou efeito de sofrer; padecimento. Fig. Desgraça; amargura.

Solidariedade, (de solidário). Qualidade de solidário. Carácter do que, de facto ou de direito, é solidário. Responsabilidade recíproca.

Sonambulismo, Fenómeno anímico em que o Espírito encarnado utiliza, num estado de torpeza, o seu próprio corpo para se comunicar. O espírito tem então percepções de que não dispõe no sonho, que é um estado de sonambulismo imperfeito. O espírito preocupado com alguma coisa aplica-se a uma acção qualquer, para cuja prática necessita utilizar-se do seu próprio corpo. Serve-se então deste, como se serve de uma mesa ou de qualquer outro objecto material.

Sublime, (do latim sublime). Elevado; excelso; muito nobre; grandioso. Magnífico; esplêndido. Elevado nas suas palavras ou nos seus actos. Poderoso; majestoso. O que há de mais belo e elevado nos pensamentos e nas acções.

Superioridade, (de superior). Qualidade do que é superior. Autoridade. Excelência. Ascendente, no sentido de predomínio, influência.

Superstição, (do latim superstitione). Sentimento religioso excessivo ou erróneo, que consiste em atribuir a certas práticas uma eficácia sem razão, arrastando as pessoas à prática de actos indevidos e absurdos. Falsa ideia a respeito do sobrenatural; crendice. Temor absurdo de coisas imaginárias; excessiva credulidade.

Supremo, (do latim supremu). Que está acima de tudo. O primeiro, o principal, o mais alto, ou o mais elevado.

Tangível, (do latim tangibile). Que se pode tanger, tocar ou apalpar. Sensível; palpável.

Telegrafia, (do grego têle+graphé). Sistema que transmite sinais gráficos à distância.

Teologia, (do grego theós + lógos). Doutrina acerca do que é divino; tratado de Deus. Curso de estudos teológicos.

Tradição, do latim traditione). Acto de transmitir ou integrar. Transmissão oral factos, lendas, dogmas. Coisa transmitida. Uso; hábito.

Tradicional, do latim traditionale). Relativo à tradição. Conservado na tradição.

Trasgo, (etim. incerta). Aparição fantástica; duende. Fig. Pessoa muito travessa ou de má índole.

Trindade universal, Princípio de tudo o que existe, constituído por Deus, Espírito e Matéria. Nada para além disto existe no Universo.

Trivialidade, (de trivial). Qualidade do que é trivial; vulgaridade. Banalidade.

Único, (do latim unicu). Que é um só. Não tem par na sua espécie ou género. Sem igual; exclusivo. Que não tem competidor; o melhor.

Universo, (do latim universu). Conjunto ilimitado de todo o espaço existente e o seu conteúdo.

Vácuo, (do latim vacuu). Que não contém nada; vazio. Espaço onde não existem moléculas nem átomos.

Vício, (do latim vitiu). Imperfeição grave pela qual uma pessoa ou uma coisa se afasta do tipo normal. Hábito profundamente enraizado de acções gravemente imorais. Desmoralização; libertinagem; defeito; mau hábito.

Vicissitude, (do latim vicissitudine). Alteração; instabilidade das coisas.

Vida, (do latim vita). O resultado da actividade comum às plantas e aos animais e que concorrem para o seu desenvolvimento e conservação. Existência. Tempo que decorre entre o nascimento e a morte. Conjunto de coisas necessárias à subsistência. Actividade; movimento; calor; animação. Origem. Modo de viver.

Vidente, (do latim vidente).Pessoa dotada de mediunidade de vidência que, lhe permite ver os espíritos e o mundo espiritual.

Vital, (do latim vitale). Relativo à vida; que pertence à vida. Próprio para conservar a vida. Que dá força; fortificante. Princípio ~ Realidade energética, que deriva do Fluido Cósmico Universal, que é o responsável pelo fenómeno de vida nos seres orgânicos.

Volver (do latim volvere). Acto ou efeito de voltar. Regressar.

Vontade, (do latim voluntate). Faculdade que o homem tem de, conscientemente, determinar se pratica ou não um certo acto. Firmeza moral. Desejo; intenção; gosto; empenho; interesse; necessidade física ou moral; ; apetite; disposição favorável ou não.

Zombeteiro, (de zombar). Que ou aquele que zombeteia, escarnece, graceja, goza.