Objetivo da Encarnação

Sérgio Machado

Esta palestra foi realizada no Centro Espírita Amor e Caridade Jacob no dia 08 de janeiro de 1998.
Para tal palestra partimos do princípio da existência da reencarnação, para tanto, se você não se deparou com este tema anteriormente, veja a palestra : Existe Realmente a Reencarnação.
Estive eu a pesquisar sobre o tema para apresentar algo bem baseado nas enúmeras obras espíritas, e, como sempre, fui consultar uma das básicas, neste caso peguei os livros O Evangelho Segungo o Espiritismo e O Céu e O Inferno. Ative-me logo de imediato a uma história, a última apresentada no segundo livro em questão. Esta história fez com que me detivesse numa forma de apresentar uma palestra que até então não havia apresentado, ou seja, baseie-me na história para dissertar sobre o tema.

Introdução

Fiz uma pequena apresentação das teorias que existem sobre o porvir, tema apresentado também no livro O Céu e O Inferno. São elas a teoria do Nada, ou seja, não existe nada após o desencarne (morte) e estaríamos aqui numa passagem com tantas diferenças sociais, por exemplo, e depois estas diferenças seriam jogadas ao vento, sem objetivo nenhum. Uma outra teoria é a quando se faz a analogia com o mar e pequenas gotas que são retiradas deste, ou seja, nós faríamos parte do todo que, temporariamente, estaríamos separador; este todo poderia ser chamado de Deus e nós faríamos parte dele. Neste caso estaríamos retirando um dos adjetivos de Deus, ou seja, infinitamente perfeito, pois como parte da perfeição poderia ser imperfeita?

Desenrolar

Neste ponto apresentamos a história que citei acima sobre uma pessoa que aqui esteve no início do século XIX com o nome de Joseph Maitre. Não colocarei a história toda e sim de forma resumida, conforme foi apresentado na palestra, mas o nome do livro já foi citado e posso afirmar que foi um livro (li-o em sua totalidade) dos mais interessantes que já li:

Ficou cego pelos abusos que cometia comprometendo a saúde;
Ele errou, no entanto renegou e acusou Deus dizendo ser injusto e mau;
Teve ao lado pessoas e para elas se tornou insuportável;
A vida tomava rumo por si só, pois não cria no futuro;
Suicidou-se;
Em espírito permaneceu cego por
longo tempo;
Implorou piedade e orou muito, muito mesmo;
Foi socorrido e teve a luz novamente, mas tinha que provar seu arrependimento;
Reencarnou tendo a fé inata, desta vez não somente cego, mas também foi destituido da audição, porém não murmurou e sim
aceitou;
Em sono gozava de liberdade e tinha fé para o futuro;
O retorno ao mundo espiritual proporcionou-lhe só esplendores pela sua atuação para esta passagem.
Ele também diz: Tendo expiado, ainda me faltava reparar. A última encarnação só a mim aproveitou, pelo que espero recomeçar brevemente por existência que me permita ser útil ao
próximo, reparando por esse meio a inutilidade anterior.

Em O Livro dos Espíritos temos uma passagem que nos é afirmada que "uma só existência corporal é manifestamente insuficiente para o espírito adquirir todo bem que lhe falta e eliminar o mal que lhe sobra. Como poderia o selvagem, por exemplo, em uma só encarnação nivelar-se moral e intelectualmente ao mais adiantado europeu? Deve ele, pois ficar eternamente na ignorância e barbaria, privado dos gozos que só o desenvolvimento das faculdades pode proporcionar-lhe?". A comparação feita deve-se levar em consideração que o livro foi escrito na Europa e que não deixa de ser uma analogia interessante. Notaram que na história citada acima tivemos exatamente este fato?

"A terra é como escola e hospital". Como escola tivemos toda uma oportunidade que foi desperdiçada com os abusos que foram cometidos por Joseph Maitre e que lhe trouxeram a cegeira. Como hospital, ele teve a terra como mais uma oportunidade, só que agora para reparar-se daquilo que ele próprio causou. Oportunidades! Elas nos são dadas por Deus.

"A encarnação é necessária ao duplo progresso moral e intelectual do Espírito: ao progresso intelectual pela atividade obrigatória do trabalho; ao progresso moral pela necessidade recíproca dos homens entre si. A vida social é pedra de toque das boas ou más qualidades". Ora, vejam que a vida em sociedade é deveras difícil e que a moral é muito simples quando estamos isolados dos nossos semelhantes. Notaram o que Joseph diz por último no que diz respeito a ser útil ao próximo e de sua inutilidade anterior (estão grifados). Ele nota a necessidade de evoluir moralmente estando junto às pessoas e se humilha dizendo-se inútil.

Outro ponto que temos é que a encarnação é inerente à inferioridade dos espíritos. Vejam bem, alguns costumam dizer que gostariam de passar tudo aquilo que têm que passar para que não fosse preciso aqui voltar. Pois bem, se nós conseguirmos pegar um dos inúmeros exemplos que o Cristo nos deixou e executá-lo diariamente, estaremos no caminho correto, mas dizer que já praticamos todos aqueles exemplos?!... Com isto temos que não mais precisaremos estar encarnados neste mundo, no futuro, mas o quanto este futuro está próximo ou distante?

Conclusão

De O Livro dos Espíritos trazemos a conclusão:

Em relação ao Espiritismo, o pensamento reencarnacionista está expresso na oração: Nascer, morrer, renascer ainda, progredir sempre, tal é a lei.


Informações para o visitante

Se você achou que poderia citar algo que seria interessante inserir neste tema, por favor, cite esta palestra através do correio eletrônico (e-mail), pois a mesma poderá ser refeita no futuro e com a sua citação. Penso que as pessoas podem colher algum material deste trabalho para ajudá-los na confecção de suas próprias palestras nas casas onde as ministram.
Às quintas-feiras nós fazemos esta palestra na casa espírita para efeito de doutrinamento e para harmonizar o ambiente e portanto temos este dia como o dia de palestras. Mas aqui fica outro convite: às segundas-feiras temos outro tipo de reunião que está mais para uma aula do que palestra, pois existe uma pessoa que conduz o tema da noite e outras que podem (e até penso que devem) emitir seus modos de pensar com relação a este.

Deus está presente em tudo. Quando falamos "que Deus esteja conosco", estamos sendo um tanto ao quanto redundantes, pois Ele sempre está...


sergio@phonet.com.br