Lucidez dos agonizantes

29/10/2001 - Por que alguns pacientes terminais, tem momentos de lucidez antes do desencarne e vêem seus parentes desencarnados?

Prezado L. Nos pacientes terminais, aqueles que estão próximos da morte, devido a fraqueza física pelo desgaste da doença ou por acidente, o espírito fica mais livre do corpo e pode entrar em relação com espíritos desencarnados que vem recebê-lo no limiar do mundo espírita.

É comum os agonizantes falarem de familiares ou amigos que estão esperando. Há casos em que acontece o fenômeno premonitório. O paciente prevê a sua morte para um determinado dia e horário, afirmando que fulano virá buscá-lo neste dia e horário.

A morte, tanto quanto o nascimento, é um momento solene para o espírito e é natural que os nossos amigos libertos do corpo, nos acompanhem no nascimento e venham receber-nos na desencarnação.

Infelizmente não são apenas os amigos que nos esperam no portal deste mundo espírita. Inimigos, desafetos também podem fazê-lo. Quem lida com pacientes terminais já deve ter testemunhado as duas coisas, tanto o afetivo com a presença de familiares e amigos invisíveis, como o torturado pelo medo, por distinguir formas escuras ou repugnantes.

André Luiz descreve em seus livros as duas situações. O quadro belo e confortador de espíritos luminosos esperando a libertação do encarnado, como a de mentes escuras, formas viscosas de espíritos atrasados esperando para a vingança ou para a associação e exploração do desencarnado. Contudo, é bom recordar que todos estão sob a proteção de Deus. Resumindo, podemos dizer que o fenômeno da visão de espíritos no leito de morte, se dá pelo enfraquecimento dos laços que une o espírito ao corpo.