Acreditar em santos

11/06/2003 - Estou estudando sobre o Kardecismo e freqüento a algum tempo, porém tenho várias dúvidas e gostaria de saber se existe algum livro que me esclareça, já li o livro dos espíritos e não tem a resposta que procuro, a pergunta é esta: Devemos acreditar nos Santos? Como o Kardecismo encara isto?

Além dos livros de Allan Kardec, a começar com O Que É O Espiritismo, você tem toda uma bibliografia extensa para ler, como Leon Denis, Gabriel Delane, e contemporâneos nossos, Deolindo Amorim, Herculano Pires, Jorge Andréia, e muitos outros que você descobrirá, incluindo a extensa produção de Francisco Cândido Xavier.

Quanto à sua pergunta, a resposta está implícita, ao dizer que os espíritos tidos como santos, ou que receberam esse título, são espíritos muito adiantados, ou espíritos de luz, quando realmente tiveram méritos para receber esse título. Mas observe bem: nem todas as pessoas que foram canonizadas são realmente espíritos evoluídos. Alguns são muito atrasados e foram canonizados por interesses vários.

Não é a canonização que transforma a pessoa em santo, e sim a sua conduta bondosa, amorosa, caritativa, exemplar. Portanto, se você se refere aos santos canonizados, e alguns deles nem mesmo existiram, pois o Papa João XXIII destituiu vários deles por não poder comprovar sua existência, não devemos acreditar. Além disso, este é um título meramente humano, não tem nenhum valor real.

Há muitas pessoas que nem mesmo foram cristãs e que são muito mais adiantadas moralmente do que muitos dos chamados santos.